Featured Video

Description

Mantis


Descrição


Apresentamos Mantis, um projeto inovador e tecnológico de uma passadeira inteligente completamente automatizada, conectada e sincronizada que promete tornar as passadeiras sem semáforo mais seguras, diminuindo, assim, o risco de atropelamentos nas passadeiras.


O que a equipa propõe é um sistema capaz de detetar a aproximação de peões bem como a travessia dos mesmos, alertando o condutor para a sua presença até o peão conseguir atravessar a passadeira em segurança.


O funcionamento deste sistema baseia-se no seguinte:

  • Deteção da presença do peão na "zona vermelha" (ver imagem abaixo), com a utilização de sensores de movimento localizados na zona superior do poste em ambos os lados da estrada, ativando uma lâmpada de luz branca situada também no poste, controlada por um sensor de luminosidade programado para apenas ligar caso as condições de visibilidade no momento sejam insuficientes. Esta luz apenas estaria ligada enquanto fosse detetado movimento de peões na zona vermelha ou estes estivessem no decorrer da travessia;
  • Deteção da presença de peões na passadeira e consequente ativação de sinalização luminosa intermitente de aviso, com recurso a 2 emissores e recetores de luz infravermelha presentes no poste A e um painel refletor no poste B (ver imagem abaixo). Este sistema tem como objetivo analisar a entrada e saída de peões da passadeira, sendo que através da ordem de interrupção dos feixes, consegue-se detetar o sentido do movimento do peão. Desta forma, determina-se o número de peões que se encontram na passadeira em cada momento, garantido que as luzes intermitentes estão ativas até ao momento que todos os peões concluem a sua travessia;
  • Todo o sistema está conectado e é operado através de um controlador lógico programável - PLC - localizado num dos postes A;
  • No que toca ao consumo energético, garantimos a possibilidade de utilizar painéis solares, cuja função seria capturar, converter e distribuir a energia solar, tornando todo o sistema sustentável. Como alternativa, pode-se ligar diretamente à rede elétrica caso se revele mais viável.


Motivação


Deparamo-nos diariamente com notícias de atropelamentos em passadeiras. De facto, todos os anos em Portugal registam-se mais de 5000 atropelamentos, 40% destes em passadeiras, resultando num número de mortos superior a 90. Sendo a falta de visibilidade apontada como uma das principais causas de atropelamentos, é imperativo garantir as condições necessárias a uma travessia em segurança. Foi com isto em mente que surgiu a nossa ideia.


Consideramos a participação no TecStorm uma excelente oportunidade para divulgar e desenvolver o nosso projeto, sabendo que esta é uma competição conceituada que oferece acompanhamento e aconselhamento de mentores de diversas áreas e disponibiliza as mais variadas ferramentas. Para além disto, permite-nos a realização de um protótipo e o desenvolvimento e aperfeiçoamento da ideia, sendo isto extremamente vantajoso para uma eventual implementação do projeto nas passadeiras das cidades portuguesas num futuro próximo.



Componente Científica


No contexto do evento TecStorm, queremos desenvolver um protótipo do nosso projeto à escala reduzida e economicamente viável. Deste modo, pretendemos utilizar: 

  • Um controlador PLC que vai operar todo o sistema. De modo a garantir o seu correto funcionamento, todo o sistema vai ser simulado com recurso ao software MicroWIN;
  • 4 recetores e emissores de luz infravermelha e 2 painéis refletores;
  • 2 sensores de movimento;
  • Luz LED intermitente laranja e luz branca;
  • Restantes materiais e ferramentas necessárias (fios, madeira, etc).

Reservamos também a possibilidade de utilizar painéis solares fotovoltaicos (e todos os restantes componentes que necessitaríamos de modo a garantir o funcionamento dos mesmos) caso se revele possível e economicamente viável.


Imagens do protótipo concluído